Minuto49

Minuto49

Ranking MVP: A ascensão de Kyrie Irving na briga pelo MVP

Semana 1

Livio Muniz


O coro começou durante a partida da última segunda-feira (06/11), quando os torcedores dos Celtics foram à loucura com a melhor apresentação de Kyrie Irving, até então, com a camisa verde e branca.



“M-V-P, M-V-P, M-V-P...” foram esses os gritos que Irving ouviu após fazer 35 pontos e dar 7 assistências.



Por ser a nova cara da franquia mais campeã da liga, e que sentia falta de um superstar, é melhor Irving se acostumar, pois ouvirá muito esse canto durante a temporada. Ainda mais depois de liderar os Celtics a uma sequência de 10 vitórias . Vitórias essas necessárias com o clima que ficou após a grave lesão de Gordon Hayward.


A responsabilidade de Kyrie de liderar esse time já era grande e aumentou mais ainda, com pouco mais de 5 minutos de temporada, naquela noite, onde a derrota para os Cavs foi a menor preocupação.


E como a estrela de Kyrie vem brilhando nessa sua temporada de estreia com os Celtics, não? Ele é o melhor jogador no time de melhor início nessa temporada, métrica sempre muito considerada para premiar o MVP.


“Mas a maior surpresa é que ele é um professor preparado. Quão bom ele é e o quão bem ele conhece o jogo, ele é apto a ensinar e mostrar o que ele vê.”


JAYLEN BROWN, SOBRE KYRIE IRVING



Esses fatores mais do que determinantes, somados a um grande início de temporada fez com que Irving saltasse na briga pelo MVP. Talvez ainda seja cedo colocá-lo no topo, pois há fortíssimos concorrentes, mas de todos, Kyrie é um dos poucos que dá impressão de que brigará pelo prêmio até o fim.

 

O Ranking dos 5 candidatos a Kia MVP desta semana são:


1. James Harden, Houston Rockets



 

Estatísticas da temporada:  30.5 pontos, 9.8 rebotes, 4.8 assistências

 

 

James Harden anotou em três dos últimos quatro jogos: 56, 36 e 38 pontos!

 

Porque MVP:  Harden supostamente respiraria mais aliviado nesta temporada. No entanto, antes de Chris Paul se recuperar da lesão no joelho, a equipe de Mike D’Antoni precisará ver muito mais um Harden como o da temporada passada.

 

O ‘Barba’ vem fazendo “apenas” 36.8 pontos, 12 assistências e 5 rebotes, nos últimos cinco jogos. Incluindo um jogo de 56 pontos (um ponto a menos que o recorde de Houston) e um triplo-duplo sobre o Cleveland Cavaliers de LeBron James. É certo que Harden teve uma certa ajuda de Capela e P.J. Tucker na hora H, contra os Cavs, mas o tipo de ajuda que D’Antoni imaginou para ele com CP3 ao lado.

 

Enquanto o maior reforço da franquia não se recupera, James Harden continuará trazendo a sua melhor forma.


 

2. Kyrie Irving, Boston Celtics

 



Estatísticas da temporada:  22.0 pontos, 5.3 assistências, 3.3 rebotes 

 

 

‘Uncle Drew’ colocou 35 pontos contra os Hawks, além de decisivo.



 

Por que MVP: Sem Hayward, sem Horford, sem problemas para a mais nova superestrela Celta. Irving guiou seu novo grupo a 10 vitórias consecutivas, sequência concluída diante de seus maiores rivais, o Los Angeles Lakers.

 

 

Irving vem fazendo do altruísmo uma filosofia do time, compartilhando a bola e armando jogadas para os jovens companheiros, tudo isso enquanto mantém seu status de decisivo (assim como fez no jogo contra Atlanta, 06/11).

 

Mesmo com tantas ausências, pouca ajuda, Irving teve todas as chances para sair do planejado e assumir o papel de dono do time, coisa que procurou ao sair de Cleveland. Porém, Kyrie se tornou “dono” de uma forma mais madura.

 

Não há maior admirador dessa nova fase do armador Celta do que o técnico Brad Stevens, além dos jovens Jaylen Brown e Jayson Tatum.

 


3. Giannis Antetokounmpo, Milwaukee Bucks




Estatísticas da temporada:  31.7 pontos, 10.4 rebotes, 4.7 assistências

 

Giannis Antetokounmpo mais uma vez mostrou forte personalidade em gredes duelos ao longo da última semana.


Por que MVP: Antetokounmpo teve uma performance monstruosa (40 pontos, acertando 76% dos FG) diante de LeBron James, porém os Bucks perderam, marcando a 4ª derrota seguida da equipe.


Essa sequência negativa é um grande fator para não vermos o grego no topo da lista. Ele ainda lidera a liga em pontos (31.7), mas não pode continuar nesse modelo de jogo onde tem que fazer tudo por conta própria. Não é viável. Sem dúvidas essa não é uma receita boa para os Playoffs e nem para se ganhar o MVP (com exceção do ano passado).

 

Diante de Lonzo Ball, Giannis fez sua intensidade falar mais alto. Dominou os Lakers apenas com seu volume de jogo. No entanto, é necessário que Eric Bladsoe desafogue seu companheiro, para que ele possa administrar melhor suas funções, principalmente defensivas.

 

4. Stephen Curry, Golden State Warriors




Estatísticas da temporada:  25.2 pontos, 6.7 assistências, 4.7 rebotes

 

 

Curry continua ativo.

 

Por que MVP: Qualquer insinuação de que Curry tenha se escondido na sombra de Kevin Durant, ou ter recuado para um papel de codejante, está completamente equivocado. Ok, ele não pontua mais como pontuava naquele Warriros de 73 vitórias e talvez nunca volte a aqueles números.

Mas, Steph segue tão perigoso quanto em seus últimos anos. O principal “Splash Brother” é quem segura as pontas quando as coisas não vão bem no ataque, ou quando KD não está presente em quadra.

 

Sua eficiência é de encher os olhos.

 

Assim como foi no jogo de quarta-feira passada, diante do Minnesota Timberwolves, quando mostrou o quão forte os Warriors ainda são sem Durant, ao anotar 22 pontos, 8 rebotes e 8 assitências.

 

5. Kristaps Porzingis, New York Knicks



Estatísticas da temporada:  30.4 pontos, 7.3 rebotes, 2.3 bloqueios

 

Kristaps Porzingis abriu a temporada de forma magnifica.

 

Por que MVP: Não tem como amar toda essa hype que Porzingis trouxe à tona em New York. Pela primeira vez, a grande promessa europeia está sendo o centro das atenções e fez com que NINGUÉM sentisse falta de ver Carmelo Anthony por lá.

 

Aliás, o letão ultrapassou Melo como o mais novo a ter médias de 30 pontos, durante os primeiros dez jogos da temporada.

 

A agressividade do ‘Unicórnio’, dos dois lados da quadra, vem encantando os torcedores de todos os times. Ele simplesmente virou uma máquina de pontuar e um protetor exímio do aro. Hoje, “PorzinGod” é o segundo cestinha da liga e o terceiro em tocos!

 

A única preocupação que ronda a torcida dos Knicks é se Kristaps conseguirá se manter saudável e empolgado a manter estes números até o fim da temporada.

 

Lembrando que ele ficou fora do duelo contra o Orlando Magic, na última quarta-feira, por conta de uma torção no tornozelo esquerdo e dores no cotovelo direito.

 

Os próximos 5:


6. LeBron James, Cleveland Cavaliers

7. DeMarcus Cousins, New Orleans Pelicans  


8. Russell Westbrook, Oklahoma City Thunder


9. Damian Lillard, Portland Trail Blazers


10. Kevin Durant, Golden State Warriors


Correndo por fora...:


Nikola Jockic, Denver Nuggets;  Aaron Gordon, Orlando Magic; Ben Simmons, Philadelphia 76ers; Kemba Walker, Charlotte Hornets



Créditos: Prefácio por nba.com