Minuto49

Minuto49

LeBron dá show contra Spurs, Leonard comanda vitória sobre 76ers e PG marca cesta no último segundo. Confira!

San Antonio Spurs 113 x 121 Los Angeles Lakers




Com duas derrotas engasgadas para a equipe de Gregg Popovich, LeBron e companhia queria mostrar que amadureceu desde os primeiros jogos da temporada. Desfalcado por Rajon Rondo a quase um mês, os Lakers perderam seu principal jogador depois do ‘Rei’, Brandon Ingram, que nos primeiros minutos sofreu uma torção no tornozelo e não retornou mais para o jogo.


Daí em diante a rotação começou a mudar bastante e principalmente quando alguns jogadores começaram a acumular muitas faltas, o que complicou ainda a mais a situação. A primeira metade foi muito parelha, até que os texanos foram se distanciando no terceiro período, graças a Rudy Gay (31 pontos), chegando a liderar o jogo por dez pontos. Foi quando James precisou entrar em ação.


Com 20 de seus 42 pontos sendo anotados no período decisivo, LeBron dominou qualquer marcador que tentou pará-lo, incluído DeMar DeRozan e Gay, conseguindo enfim superar San Antonio.



Philadelphia 76ers 102 x 113 Toronto Raptors




Em um duelos mais importantes pelo trono da Conferência Leste, Leonard mais uma vez colocou seu lado ofensivo em quadra. O astro garante que não se esforça mais ou insiste em certas jogadas por ser um grande jogo, apenas faz o que faz sempre. Mas seus números sugerem outra coisa.


Com 36 pontos, Leonard comandou a vitória sobre um de seu maiores rivais na atual temporada. Além de 5 roubos de bola, o astro ainda foi responsável por manter sua equipe na disputa das bolas de três, fazendo 5-6 3PT enquanto o resto de seus companheiros tinham feito apenas três de vinte e três tentativas.


Jimmy Butler reagiu com 38 pontos, Ben Simmons com 8, 10 rebotes e 11 assistências, na tentativa de suprir a baixa produtividade do candidato a MVP: Joel Embiid, que anotou apenas dez pontos, graças uma rotatividade de marcação sobre ele (Ibaka, Valanciunas, Siakam e Monroe), e comandou um garrafão que permitiu 17 rebotes ofensivos adversários.


Essa segunda vitória dos Raptors sobre Philadelphia expõe ainda mais uma distância entre as duas equipes.


Oklahoma City Thunder 114 x 112 Brooklyn Nets



O que parecia uma zebra se formando, se tornou em uma das maiores atuações que um jogador já teve com a camisa dos Thunder. Com 47 pontos, Paul George marcou 25 deles no último quarto, com direito ao arremesso da vitória no estouro do cronômetro. Graças a essa monstruosa atuação é que foi possível OKC voltar de uma desvantagem de 23 pontos.


Essa foi a maior pontuação de um jogador, em um único quarto, desde que a franquia se mudou para Oklahoma.


Outro momento histórico foi de Russell Westbrook, que anotou mais um triplo-duplo (21 pontos, 17 assistências e 15 rebotes) chegando ao seu 108º na carreira, ultrapassando Jason Kidd e se tornando o terceiro maior na história neste quesito, atrás apenas de Magic Johnson (138) e Oscar Robertson (181).


Golden State Warriors 129 x 105 Cleveland Cavaliers



O que até ano passado foi uma grande rivalidade, enfim acabou. Agora resta apenas memória.


Stephen Curry teve seu primeiro grande jogo desde o retorno da lesão no joelho, colocando 42 pontos, com 9 bolas de três pontos, garantindo uma vitória para lá de fácil em um palco que não voltará tão cedo a ter a atmosfera que os Warriors costumavam a encontrar em Julho.


Outros resultados


Los Angeles Clippers 86 x 96 Memphis Grizzlies

Washington Wizards 131 x 117 Atlanta Hawks

Denver Nuggets 124 x 118 Orlando Magic

Charlotte Hornets 104 x 121 Minnesota Timberwolves

Dallas Mavericks 106 x 132 New Orleans Pelicans

Detroit Pistons 92 x 115 Milwaukee Bucks