Minuto49

Minuto49

Lakers atropelam os Warriors, Irving dá show e muito mais na noite de natal. Veja!

Los Angeles Lakers 127 x 101 Golden State Warriors




No confronto mais esperado da temporada, LeBron James reencontrou os atuais campeões. Fui uma verdadeira surra. Poucas vezes os donos da casa ameaçaram tomar a liderança do placar e foram dominados pela defesa de trocas ágeis, que ocupavam apenas os espaços necessários e dobravam nos momentos corretos. Brandon Ingram foi a medida certa para atrapalhar Durant, enquanto Zubac surpreendia na ausência de Javale McGee.


O Rei, que infelizmente sofreu um estiramento na virilha durante o início do terceiro período, estava orquestrando de maneira perfeita as jovens estrelas. Mesmo com só 21 minutos em atividade, LeBron foi o melhor da partida e terminou o jogo com 17 pontos, 13 rebotes e 5 assistências. Assim que saiu do jogo os Warriors cresceram, mas aí que fez efeito as contratações a pedido de James.


Rajon Rondo (15 pontos e 10 assistências) liderou os jovens e com a ajuda de Stephenson retomou a elasticidade do placar, que chegou a ter uma diferença de trinta pontos. Stephen Curry, marcado por Lonzo Ball, teve um noite péssima, acertando apenas 5 de 17 arremessos tentados. Durant e Thompson ficaram bem abaixo de seus aproveitamentos e todas as estrelas tiveram problemas com falta, tanto que Green acabou sendo expulso com seis.


Talvez esta derrota não signifique muito para os Warriors, mas para LeBron é a prova de que o time dele tem muito potencial e sua evolução podem levá-los bem longe. Ainda haverá mais três confrontos entre essas equipes e estamos ansiosos para os próximos episódios.



Philadelphia 76ers 114 x 121 Boston Celtics




Nada melhor na noite de natal do que o clássico mais antigo da história da NBA. Em pleno o TD Garden, os Celtics e os Sixers proporcionaram a melhor partida do dia 25. O confronto marcou o grande duelo entre Kyrie Irving (40 pontos e 10 rebotes) e Joel Embiid (34 pontos e 16 rebotes). Muito se melhorou nos visitantes desde o jogo de estreia da temporada, mas mesmo quando pensaram em sair com a vitória, Irving mostrou seu lado assassino e empatou o jogo no fim para levar à prorrogação. Na última etapa foi novamente decisivo.


Os 76ers dominaram totalmente o garrafão e seus rebotes era o que os mantinham no jogo, já que a equipe de Brad Stevens está impecável no quesito ‘cuidar da bola’, já que até o fim do terceiro período só tinha cometido apenas dois erros. Mas ninguém conseguiu atrapalhar o Uncle Drew, nem mesmo Jimmy Butler, e isso foi determinante.



Oklahoma City Thunder 109 x 113 Houston Rockets



Mais uma vez James Harden foi impecável! Foi o sétimo jogo consecutivo dele com pelo menos 30 pontos, recorde da carreira e a primeira vez de um jogador desde 2016, quando Westbrook emplacou oito partidas. Foi preciso 41 pontos para superar uma das melhores defesas da liga, que certamente reduziu muito o ritmo do ‘Barba’, mesmo que nos números não pareça.


A briga foi intensa, tanto entre George e Harden no perímetro, quando de Adams (17 pontos) e Capela (16 pontos e 23 rebotes) no garrafão. Os Rockets chegaram a abrir nove pontos de vantagem no fim do jogo, com aparições importantes do recém contratado Austin Rivers, mas Paul George (28 pontos e 14 rebotes) foi colocando OKC de volta, até que quatro pontos os separavam a 43 segundos do fim. Porém, Westbrook perdeu um lance-livre quando precisava e as jogadas forçadas dos Thunder que sucederam a este fato não chegaram perto de darem certo.



Milwaukee Bucks 109 x 105 New York Knicks



No primeiro jogo que abria o dia de Natal deu a lógica. Os Knicks bem que tentaram, principalmente com o rookie Kevin Knox (21 pontos), mas o volume de Giannis Antetokounmpo foi demais para a equipe. O grego lembrou aos torcedores dos Bucks o quão bom é vencer em um jogo de natal, já que a franquia não participava de um desde 1977. Foram 30 pontos, 14 rebotes, 4 roubadas e 2 tocos para garantir mais uma vitória fácil.


Portland Trailblazers 96 x 117 Utah Jazz



No jogo menos aguardado da noite, mas não menos importantes, o Utah Jazz reviveu sua plenitude defensiva que demonstrou na temporada passada. O atual Defensor do Ano, Rudy Gobert, teve uma atuação energizante que simplesmente contagiou seus companheiros. Foi 18 pontos, 14 rebotes e 7 tocos! Sua equipe ainda conseguiu segurar o aproveitamento dos Trailblazers abaixo dos 40%, sendo a décima primeira equipe a não conseguir anotar cem pontos contra os Jazz.


Pelo lado dos visitantes, Lillard foi o cestinha com 20 pontos, mas precisou forçar muito para tentar ajudar seus companheiros que não conseguiam criar em cima do sistema defensivo adversário.