Minuto49

Minuto49

Harris e Williams jogam bem e garantem a 7ª vitória em 10 jogos para o Clippers

Andre de Godoy

 

    O time da casa dominou o visitante no primeiro quarto e no último quarto, conquistando a vitória por 113 a 105 com bom aproveitamento de quadra, de 52.6%, assim como de 85.7% da linha de lance livre.

 

Resiliência

 

    Mais uma vez, o Clippers mostrou determinação para se manter na partida, conseguindo corrigir os erros que o colocaram atrás no placar. O cestinha da partida foi Lou Williams, que voltou a casa dos 20 pts, com 25.

    


    Mas o faz-tudo da equipe foi, Tobias Harris, que terminou com 21 pontos (53.3% de aproveitamento), 9 rebotes e 1 toco, apesar de 4 turnovers.

    


    DeAndre Jordan voltou a dominar os rebotes, agarrando 18 no total, mas teve apenas 9 pontos. Austin Rivers, com 11 pts e 6 ast, e Sindarius Thornwell (6 pts, 2 desarmes) também jogaram bem pelos titulares. Um bom reserva foi Montrezl Harrell, que anotou 13 pontos.

 

    Com 15 pontos e 7 assistências, Milos Teodosic continua a dar sorte para o Clippers, que tem uma marca de 14 vitórias e 4 derrotas quando o armador soma 10 pontos. Seu plus/minus ( /-) foi o mais alto da partida, de 19.


   

    Veja o melhor do Clippers na partida:

 


Sem sorte

 

    Orlando foi derrotado nas duas partidas contra o Clippers na partida, e mais uma vez o banco não jogou bem, embora os titulares tenham causado impacto positivo na partida.

 

    Sem Aaron Gordon, Nikola Vucevic teve trabalho em dobro nos rebotes, terminando com 10 deles, além de 17 pontos. O rookie Jonathan Isaac não conseguiu contribuir para a causa do montenegrino, com apenas 5 rebotes e 9 pontos, apesar dos 4 roubos de bola.

    


    Jonathon Simmons foi o cestinha do Magic, com 24 pontos e 7 assistências, estendendo sua boa atuação para o lado defensivo, com 2 desarmes.

 

    Outro bom nome dos titulares foi D.J. Augustin: o armador somou 19 pontos e acertou 8 de seus 9 lances livres. Dos reservas, o melhor foi Shelvin Mack, com 16 pontos e 3 assistências.

 

    O banco somou um plus/minus ( /-) de -54, afundando os esforços dos titulares quando estes não estavam em quadra, o que dificultou o trabalho deles conforme o jogo chegava ao fim. Esses foram os destaques do Magic no jogo.

 


Segue o baile

 

    Ambas as equipes tiram uma folga até terça-feira, dia 13 de março, quando o Clippers enfrenta Chicago fora de casa, e o Magic vai a San Antonio buscando uma vitória.