Minuto49

Minuto49

Confira 15 Fatos e Curiosidades Históricas sobre o All-Star Game da NBA

Se você acompanha a NBA, provavelmente já votou nos seus jogadores favoritos para participar do All-Star Game de 2020 e, até o momento, LeBron James e Giannis Antetokounmpo lideram os votos de suas respectivas conferências. Se você ainda não votou, pode fazer isso no site da NBA até 20 de janeiro, quando a votação se encerra.


O jogo, que coloca frente a frente 24 das principais estrelas da liga, acontece no dia 16 de fevereiro, às 22h, com transmissão da ESPN e, assim como nos últimos dois anos, os times não serão divididos entre Leste e Oeste, mas selecionados pelos líderes de votos de cada conferência.


Mas como surgiu o All-Star Game em seu antigo formato? Quando? Onde? Quem ganhou mais? Quem mais participou? Se você é fã da NBA há algum tempo, talvez já saiba de alguns fatos e curiosidades listados a seguir, mas espero que a lista possa te trazer algumas boas surpresas.



  1. A IDEIA DE UM JOGO DAS ESTRELAS SURGIU EM 1951. Na época, o mundo do basquete tinha acabado de ser atingido por um escândalo de apostas ilegais na NCAA. A fim de recuperar a atenção do público, Haskell Cohen, Diretor de Publicidade da NBA, em uma reunião com Maurice Podoloff, então Presidente da NBA, e Walter Brown, dono dos Celtics, sugeriu que fizessem um jogo entre as principais estrelas da liga, num formato similar ao All-Star Game da Major League Baseball.



  1. O PRIMEIRO JOGO OCORREU NO BOSTON GARDEN, ANTIGA CASA DOS CELTICS. Walter Brown estava tão confiante no sucesso da ideia, que ofereceu sediar a partida e cobrir todas as despesas. O jogo aconteceu em 2 de março de 1951 e foi considerado um sucesso, atraindo um público de 10 mil pessoas à arena, na época em que a média de público da liga era de 3,5 mil espectadores.


Walter Brown (com a bola), dono do Boston Celtics, ao lado do time campeão de 1960



  1. O MAIOR PÚBLICO DE UM JOGO DAS ESTRELAS É DE 108.713 FÃS. Esse também é o maior público de qualquer jogo de basquete na história e foi registrado no All-Star Game de 2010, sediado no estádio do Dallas Cowboys. Dwyane Wade foi o MVP naquela noite.


Telão do estádio dos Cowboys no momento do tapinha inicial entre Howard e Duncan, em 2010



  1. A CIDADE QUE MAIS RECEBEU JOGOS FOI NOVA IORQUE (5), seguida por Boston, Filadélfia e Los Angeles, todas com 4 jogos. O último jogo das  estrelas em Nova Iorque foi em 2015, no Barclays Center, a nova casa do Brooklyn Nets.


Vista oeste do Barclays Center, em Brooklyn, Nova Iorque



  1. DESDE 1951, FORAM 37 VITÓRIAS PARA O LESTE E 29 PARA O OESTE. Aconteceram 66 jogos nesse formato antes que os líderes de votos em cada conferência passassem a escolher os times, em 2018. O Time Lebron tem 2 vitórias: contra o Time Curry em 2018 e contra o Time Antetokounmpo em 2019.


 

  1. A MAIOR SEQUÊNCIA DE VITÓRIAS TAMBÉM PERTENCE AO LESTE: Foram 5 triunfos, entre os anos de 1980 e 1984. Os MVPs dessas vitórias foram Gorge Girving, Nate Archibald, Larry Bird, Julius Erving e Isiah Thomas respectivamente.



    Larry Bird ganhou seu único MVP do All-Star Game em 1982



  1. O ALL-STAR GAME FOI DECIDIDO NA PRORROGAÇÃO EM SEIS OCASIÕES. Na última, em 2003, o Oeste precisou de duas prorrogações para bater o Leste por 155 a 145. Kevin Garnett foi o MVP, com 37 pontos, 9 rebotes e 5 roubadas. Esse também foi o último All-Star Game de Michael Jordan.



  1. O ÚNICO ANO EM QUE NÃO TIVEMOS UM JOGO DAS ESTRELAS FOI 1999. Uma divergência entre liga e jogadores a respeito do teto salarial para os atletas fez com que os jogadores entrassem em greve de julho de 1998 a janeiro de 1999, forçando a temporada a ser encurtada para 50 jogos e cancelando o All-Star Game daquele ano.



  1. O ALL-STAR GAME MAIS PONTUADO DA HISTÓRIA TEVE O TOTAL DE 374 PONTOS. Em 2017, o Oeste bateu o Leste por 192 a 182, num jogo com pouquíssimos esforços defensivos.


  1. JÁ NO JOGO MENOS PONTUADO, O OESTE BATEU O LESTE POR APENAS 79 A 75. George Mikan, astro dos Minneapolis Lakers, foi o cestinha e o MVP da partida com 22 pontos e 16 rebotes.


George Mikan (99) jogando por sua universidade em 1944



  1. BOB PETTIT E KOBE BRYANT SÃO OS MAIORES VENCEDORES DO PRÊMIO DE MVP, cada um venceu 4 vezes. Lebron, Shaq, Michael Jordan e Oscar Robertson, têm 3 MVPs cada.


Bob Pettit, no All-Star Game de 1958 e Kobe Bryant, pelos Lakers, em 2015



  1. EM QUATRO OCASIÕES, O PRÊMIO DE MVP FOI DIVIDIDO POR DOIS JOGADORES: Em 1959, entre Elgin Baylor e Bob Pettit; em 1993, entre os companheiros Karl Malone e John Stockton; em 2000, entre Tim Duncan e Shaquille O’Neal; e em 2009, entre Shaq e Kobe.



  1. KAREEM ABDUL-JABBAR FOI SELECIONADO PARA 19 ALL-STAR GAMES, a maior marca da história, um jogo a mais que o segundo colocado, Kobe Bryant. No entanto, Bryant detém o recorde de 18 seleções consecutivas. Entre os jogadores em atividade, Lebron (15) é quem mais apareceu.



  1. AO TODO, 45 JOGADORES PARTICIPARAM EM SEU ANO DE CALOURO. Os mais recentes foram Blake Griffin, Yao Ming e Tim Duncan.



  1. DEZ DAS MELHORES PERFORMANCES INDIVIDUAIS DO ALL-STAR GAME:




    • 1962 - Wilt Chamberlain: 42 pontos e 24 rebotes;


    • 1984 - Magic Johnson: 15 pontos, 22 assistências, 9 rebotes, 2 tocos e 3 roubadas;


    • 1986 - Isiah Thomas: 30 pontos, 10 assistências e 5 roubadas;


    • 1988 - Michael Jordan: 40 pontos, 8 rebotes, 4 roubadas e 4 tocos;


    • 1992 - Mesmo aposentado por conta do HIV, Magic Johnson foi um dos mais votados pelo público e teve uma performance digna de seu apelido: 25 pontos, 9 assistências, 5 rebotes, 2 roubadas e a maior vitória de um All-Star Game — 153 a 113 para o Oeste;


    • 2001 - Allen Iverson: 25 pontos (15 nos últimos 9 minutos do jogo, para tirar uma vantagem de 21 pontos e garantir a vitória), 5 assistências e 4 roubadas;


    • 2003 - Kevin Garnett - 37 pontos, 9 rebotes e 5 roubadas;


    • 2008 - LeBron James: 27 pontos, 8 rebotes, 9 assistências, 2 tocos e 2 roubadas;


    • 2011 - Kobe Bryant: 37 pontos, 14 rebotes (10 ofensivos) e 3 roubadas;

      2011 - LeBron James: 29 pontos, 12 rebotes e 10 assistências.