Minuto49

Minuto49

Com grande atuação de Lou Williams, Clippers vence o Wizards

Andre de Godoy

 

    O time da casa conseguiu se manter na partida com excelente aproveitamento de três (43.8%) e do lance livre (87.5%), mas os visitantes quase levaram a vitória, numa sequência de jogadas incrível no fim da batalha.

 


Um passo para trás, dois para frente

 

    Após uma sequência de três derrotas para oponentes da Conferência Oeste, o Clippers se aproveitou da vantagem de jogar em casa para levar a melhor.

 

    Uma contribuição valiosa veio de Danilo Gallinari, que após um retorno apagado da contusão, anotou 25 pontos – com direito a enterrada no meio da marcação –, sem errar nenhum de seus sete lances-livres.

    


    Mas o salvador da pátria para a equipe seria Lou Williams, que teve seu 7º jogo com mais de 20 pontos como reserva, terminando com 35 pts e 8 assistências. Além disso, ele foi o autor do game-winner sobre Beal. 

    


    DeAndre Jordan, com 6 pontos, 17 rebotes e 1 toco, e Austin Rivers – 16 pts, 7 ast e 1 toco – participaram da sequência que daria a liderança para o Clippers com 12 segundos sobrando no relógio.

    


    Aqui estão os melhores momentos do time na partida:

 


O feitiço virou contra o feiticeiro

 

    Na jogada final, em que Bradley Beal acertou o arremesso que daria a vitória ao Wizards (se o tempo não tivesse esgotado), foi decidido que a bola encostou em DeAndre Jordan antes de chegar nas mãos do ala-armador do Wizards, e o lance teve de ser refeito. Mesmo assim, o visitante não conseguiu a vitória.

 

    Apesar da derrota, Bradley Beal teve um excelente jogo, com 25 pontos e a cesta que colocou o Wizards na frente com 8 segundos sobrando para o fim, fora os 16 pontos no terceiro quarto que mantiveram o time vivo.

    


    Outro destaque do Wizards foi Otto Porter Jr., que já começou a partida bem, e terminou com 27 pontos, 11 rebotes, 5 assistências e 3 desarmes, fora o aproveitamento de 62.5% de quadra.

    


    Do banco, Mike Scott (22 pts, 8 rebs) e Ian Mahinmi – 14 pontos – fizeram boas atuações, e ajudaram a manter o time na partida.

 


Até a próxima

 

    Para o time da casa, resta aguardar a vinda do Raptors a Los Angeles, na segunda feira, dia 11. Os visitantes viajam de volta para a costa leste, onde enfrentam o Brooklyn Nets na terça feira, 12.