Minuto49

Minuto49

Clippers vencem novamente os Lakers; 76ers atropela os Bucks; Warriors mantém freguesia dos Rockets e mais. Confira

LA Clippers 111 x 106 LA Lakers




Em mais um capítulo da mais nova grande rivalidade da liga, os Clippers seguiram se dando melhor sobre os Lakers. O natal terminou com um gosto bem amargo para LeBron e companhia, que chegou a ter o domínio da partida até o meio do terceiro período. 


O jogo se manteve bem parelho desde o início e graças a Kyle Kuzman, que veio do banco pegando fogo e começou a trocar grandes cestas com Kawhi Leonard. A defesa purple and gold fechava o garrafão e isolava bem Paul George das jogadas, enquanto Doc Rivers não espaço para LeBron armar as jogadas como bem pretendia.


Na segunda metade Anthony Davis foi completamente anulado e os Lakers pecaram pelo excesso de faltas ingênuas, que colocaram cansativamente os adversários na linha do lance livre, sem contar nos rebotes ofensivos cedidos onde Patrick Beverley pôde criar segundas oportunidades importantes.


Por fim, com 9 segundos no relógio e três pontos atrás do placar, Frank Vogel pecou em não pedir seu último tempo e colocar os principais arremessadores em quadra. LeBron tentou uma jogada individual e ao projetar o arremesso, Beverley genialmente desviou a bola das mãos do Rei, que ainda a tocou antes de sair. Bola dos Clipper. 3,1 segundos no relógio. Fim de jogo.


“É uma temporada longa”, disse Lebron e Leonard concordou: “Não significa nada, é apenas um jogo de uma longa temporada e qualquer um que vencesse aqui não quer dizer que ganhará a batalha de LA ou coisa algo do tipo”.


LeBron James terminou o jogo com 23 pontos, 10 assistências e 9 rebotes. Já Leonard fez 35 pontos e 12 rebotes.


Milwaukee Bucks 109 x 121 Philadelphia 76ers




O segundo jogo mais esperado do dia não decepcionou. Bem, os Sixers não decepcionaram. Joel Embiid estava simplesmente imparável próximo a cesta, usando de um dia midiático para lembrar a todos que não é só de Antetokounmpo que a Conferência Leste é feita. O camaronês terminou com 31 pontos e 11 rebotes.


As bolas de três pontos ajudaram a derrubarem a melhor campanha da liga. Tobias Harris matou 5 bolas de três pontos,  Josh Richardson e Furkan Korkmaz fizeram 4 cada um, enquanto Giannis não encontrava a mesma sorte que tinha tido uma semana antes diante dos Lakers. O grego acertou apenas 29% dos arremessos que tentou, sendo nenhum deles de longa distância.


Khris Middleton com 31 pontos foi quem não permitiu que o placar não se tornasse elástico.



Boston Celtics 118 x 102 Toronto Raptors




No primeiro jogo do dia de natal, os Celtics visitaram os atuais campeões da NBA. Os Raptors vinham de uma grande virada diante dos Mavs, mas isso não acontece toda hora. Sem Marc Gasol, Norman Powell e Paskal Siakam, a equipe de Nick Nurse sentiu bastante dificuldade em parar o dinamismo ofensivo de Boston.


Jaylen Brown fez 30 pontos e foi o grande destaque no primeiro jogo de natal que foi sediado fora dos EUA.


Houston Rockets 104 x 116 Golden State Warriors




É, como diria Tupac Shakur: “Algumas coisa nunca mudam”.


Surpreendentemente, mesmo totalmente desfigurado em relação aos últimos anos, o Golden State Warriors seguiu a tradição de manter o Houston Rockets como um freguês fiel. Damion Lee fez 22 pontos, Green anotou 16 de seus 20 pontos na metade final de partida e os Dubs saíram vitoriosos na noite de natal.


Os Rockets arremessaram, e muito, de tudo que era maneira, menos de forma inteligente. Foram 100 tentativas para acertar 37 e o aproveitamento de longa distância beirou os 31%. Em contrapartida, não conseguiu ser agressivo como de costume e foi bem menos a linha do lance livre comparado aos Warriors.


Westbrook terminou com 30 pontos e 12 rebotes, enquanto Harden fez 24 pontos e 11 assistências.


New Orleans Pelicans 112 x 100 Denver Nuggets




Até mesmo no jogo menos aguardado do dia tivemos surpresas. Brandon Ingram anotou 31 pontos, com seu recorde pessoal de 7 bolas de três e garantiu a segunda vitória dos Pelicans sobre os Nuggets na temporada, amargando o Natal dos torcedores de Denver que viam seu time jogando na data pela primeira vez em 25 anos.


Pelos donos da casa, Jokic terminou a partida com 23 pontos e 10 rebotes.