Minuto49

Minuto49

Clippers brilha e dá aula ao Suns em casa

Com grande vantagem nos rebotes e na criação de jogadas, o Clippers venceu a segunda seguida


Andre de Godoy


         O Los Angeles Clippers começou a temporada com o pé direito, muito graças a duas incríveis performances de Blake Griffin. Na partida de ontem contra o Suns, o ala-pivô foi o destaque para o irmão menor de L.A., que não encontrou resistência na vitória por 130 a 88, mesmo após a contusão de Teodosic.

Brilho coletivo

       Apesar do começo do jogo ter sido apertado, o time de Doc Rivers não demorou em deslanchar, e no 2º quarto já liderava por mais de 10 pontos.


  


            Griffin, o maior nome da equipe junto a DeAndre Jordan, voltou a pontuar com eficiência: 29 pontos, acompanhados de 8 rebotes, 4 assistências e 1 toco – que o rookie Josh Jackson não vai esquecer tão cedo –, sem falar que ele foi o autor do buzzer beater no fim do 1º tempo.



            O resto do time dividiu bem a pontuação, com destaque para Lou Williams, que saiu do banco para anotar 18 pontos. Outra boa atuação foi de Willie Reed, que marcou 1 ponto por minuto em quadra (12 pontos em 12 minutos).

       Milos Teodosic jogou apenas 10 minutos, antes de sair com o tornozelo lesionado, e anotou 5 pontos e 2 assistências. Gallinari pegou 8 rebotes e marcou 12 pontos, enquanto Jordan liderou o time com 13 rebotes.

O Sol não brilhou

 


Preocupação para o time e para o torcedor, pois a partida de ontem foi a terceira derrota consecutiva - e a segunda vez que o Suns é destruído nesse começo de temporada (Foto: Gary A. Vasquez/USA TODAY Sports)


       O outro lado da partida não conseguiu mostrar a que veio. Devin Booker e Eric Bledsoe, os principais nomes da equipe, atuaram mal – o primeiro com 13 pontos, o segundo com 4.

       Josh Jackson, a 4ª escolha do Draft, fez uma partida morna no ataque, mas na defesa contribuiu bem: roubou a bola 4 vezes. Ele terminou a partida com 12 pontos.

       Já o veterano Tyson Chandler só apareceu para pegar rebotes, e não fez muito impacto na defesa, enquanto, Alex Len, saindo do banco, foi o cestinha do Suns, com 15 pontos.

       No geral uma performance fraca do time inteiro, que acertou apenas 38% dos arremessos de quadra, e não pontuava de jeito nenhum: 5 pontos no contra ataque, 36 no garrafão (o adversário marcou 66) e somente 25% de acerto dos três pontos.

De olho no futuro

Enquanto o time não engrena, só resta ao torcedor do Suns rezar para que Devin Booker volte a jogar bem e Josh Jackson consiga preencher seu potencial para ontem – a próxima partida é contra o Sacramento Kings segunda-feira, 23. Já o Clippers só tem de se preocupar com a revanche da primeira fase dos últimos Playoffs na terça feira, 24, quando encaram o Utah Jazz em casa.