Minuto49

Minuto49

Bucks tem recuperação incrível no último período e larga na frente na Final do Leste; Veja

Toronto Raptors 100 x 108 Milwaukee Bucks





Giannis já tinha alertado, ontem, de que seu time não poderia se dar ao luxo de perder a primeira partida em casa, como fez com o Boston, pois os Raptores eram diferentes. Bem, eles cumpriram com o figurino, mas por pouco.


Em uma noite atípica de Kyle Lowry (30 pontos), muito criticado, nos Playoffs, os donos da casa começaram com um ímpeto feroz, que logo foi contido. Após virar o jogo para 10 a 6, o time canadense tomou conta do jogo, se aproveitada do volume ruim de bolas de três do adversário, que perdeu sete arremessos consecutivos. Assim se manteve o jogo até o intervalo.


Se tem algo que precisamos enaltecer, isto é a capacidade de improvisação do técnico Mike Budenholzer. Simplesmente genial. Foi assim contra os Celtics, foi assim neste primeiro jogo. Mais agressivo ao voltarem para o 2º tempo, os jogadores de Milwaukee começaram a se eletrizar mais pela partida e contagiando o ginásio. Muitas rotações começaram as serem efetuadas de acordo com as situações que o jogo apresentava, seja de sobrecarga de faltas, ápices de certos jogadores em quadra ou estilos diferentes de atacar e defender a cada momento da partida.



Quando o último quarto começou, Lopez (29 pontos) estava confiante na bolas longas, Antetokounmpo (24 pontos, 14 rebotes, 6 assistências, 3 bloqueios e 2 roubos de bola) estava empoderado nos dois lados da quadra e Toronto dependia demais de Lowry.


Brook Lopez marcou 13 pontos no quarto final, Leonard apenas 2 dos seus 31 pontos e os Bucks imprimiram uma virada sensacional. A defesa de Middleton, que terminou em enterrada do pivô da casa, foi o momento mais marcante ao deixar Milwaukee na frente pela primeira vez em 40 minutos. Daí para frente a atitude do time e da atmosfera foi amedrontante para os canadenses.


Sem chance. Milwaukee 1-0 Toronto.


O próximo encontro da série está marcado para sexta-feira, ainda no estado de Wisconsin, nos EUA.